Novos Negócios e Investidores:

Acompanhamos o projeto desde a sua concepção, o que permite um planejamento cuidadoso, direcionado e voltado aos DETALHES.

A escolha do cliente para associar-se a uma academia, está baseada em emoção, percepção e suas experiências serão medidas através do tratamento que lhe será oferecido. Tratando dos detalhes é que falamos com o seu emocional.

Para chegar ao ideal operacional, podemos atuar em módulos. Se o contratante já tem equipes pré-contratadas, compomos com estas equipes construindo as soluções em equipe e entrando com os itens descobertos. Se não há equipes contratadas, assumimos todos os itens que compõem a fase inicial dos estudos preliminares do negócio, que estão listados abaixo:

 Conceituação e posicionamento mercadológico
 Levantamento local/Estudo da concorrência
 Estudos preliminares para execução do projeto
 Acompanhamento do estudo e projeto arquitetônico
 Planejamento da execução (datas e metas)
 Gerenciamento da Obra
 Comercialização de Áreas para terceiros
 Acompanhamento e conceituação para o Desenvolvimento de “Lay outs” para:
- Fachadas
- Recepção/Vendas
- Vestiários/Armários/adequação dos espaços
- Projeto de Alimentos e bebidas
- Salas de Ginástica/Musculação/Spinning/Parque Aquático
- Sala de Pilates/Funcional
- Escolha e aquisição de equipamentos
- Escolha e aquisição de Acessórios
- Marcenaria/Mobiliário/sob medida
- Recutamento, Seleção e Treinamento das equipes técnicas e vendas
- Desenvolvimento e Implantação da Gestão Técnica


Etapas da Execução para novas Academias:


1. Avaliação e Preparação da Proposta​
Por meio de uma visita inicial, são feitos os levantamentos necessários para o desenvolvimento de um plano de ação.
Aprovada a proposta parcial ou em sua totalidade, serão estipulados custos para a continuidade do processo, esta é a fase de definição das diretrizes e conteúdos.

2. Concepção e Execução​
Nesta fase de concepção do projeto, baseados nas expectativas do cliente e oportunidades de negócio, cliente e consultor já definem o perfil do negócio, suas responsabilidades e metas, trabalhando em conjunto para concretizar seus objetivos comuns dentro dos prazos estimados.
A partir destas definições é que são apresentados pré-projetos para otimização e aproveitamento dos espaços, busca pelos melhores orçamentos com visitas de equipes para avaliação técnica do local.

3. Desenvolvimento e Gerenciamento do Projeto​
Fase em que os planos são implantados e o projeto começa a ser efetivamente realizado. O acompanhamento se dá por meio de visitas periódicas e relatórios de observação, os quais farão as devidas correções em curso, mesmo que não detectadas em um primeiro momento.
Estas adequações desde que aprovadas pelo cliente, deverão ser acopladas a proposta inicial.

4. Encerramento da Primeira Fase​
O projeto de construção estrutural chega ao término e atingiu o resultado previsto. O encerramento desta fase é acompanhado de um manual de operações baseado nos conceitos aplicados para o funcionamento da estrutura. Não significa o fim do projeto, mas sim o principio de uma nova etapa: a OPERAÇÃO.

Implantação e Operação​ Após as Obras
Quando a consultoria da fase estrutural está próxima da entrega, a fase de implantação da operação que inicia seus estudos em paralelo a etapa 2 (estruturação), entra com toda força. Com o posicionamento técnico já definido, iniciamos o recrutamento, seleção e treinamento das equipes.

Para as academias em operação entramos com uma etapa de reconhecimento das equipes e suas necessidades, permitindo modelar o projeto de acordo com a visão do grupo de colaboradores, gestores e direção.

A implantação e o sucesso de uma operação para obtenção das metas estabelecidas pela empresa estão diretamente relacionados com a qualidade da mão de obra e ao seu treinamento. UMA EDIFICAÇÃO SEM UMA OPERAÇÃO ADEQUADA, GERA PROBLEMAS MUITAS VEZES RESPONSÁVEIS PELO ENCERRAMENTO DE GRANDES EMPREENDIMENTOS.

Normatização Técnico-Administrativa​
O treinamento, as reuniões técnicas e as observações das aulas serão feitos através de processos claros para garantia da qualidade. A manutenção da operação deverá ser realizada pelos responsáveis dos setores técnicos, através de manuais de orientação, encontros técnicos presenciais e acompanhamento remoto.
O departamento técnico – administrativo norteia as equipes e a operação em andamento, mas a execução deve ser incorporada às equipes. Periodicamente os resultados serão discutidos junto à diretoria, momento em que são analisados e medidos com relação aos objetivos estabelecidos.

A – Suporte ao departamentos pessoal

Contratações
Formatação dos departamentos
Remunerações
Faltas, atrasos e substituições.
Plano de desenvolvimento profissional para as equipes
Treinamento de recepção e Recepção técnica


B - Manutenção da Qualidade e Capacitação Técnica

Planejamento das modalidades para otimização das instalações físicas (salas de aula, piscinas, etc.)
Formação dos quadros de horários
Atualização e desenvolvimento de conteúdos técnicos
Desenvolvimento de programas especiais
Uniformização e padronização de conceitos
Conteúdo programático das aulas

C - Suporte para Eventos, Promoções e Captação de Parceiros

Captação de recursos através de estratégias promocionais
Campanhas para captação de clientes
Desenvolvimento de campanhas para fidelização de clientes
Desenvolvimento de estratégias para marketing de relacionamento
Comercialização de espaços em sinalização,bebedouros e fachadas
Quiosques para “sampling”
Desenvolvimento de logos,comunicação visual, material gráfico e uniformes